Quem sou

Uma apaixonada pela vida, família, amigos, equilíbrio e turismo, nesta área uma espécie de evangelista para o desenvolvimento de um turismo sustentável, integrador e gerador de uma riqueza transversal!

Assumidamente “meia rural e pouco mais de meia urbana”, viv0 e trabalho entre a cidade e o campo, entre o Norte e o Sul, tirando o máximo partido das novas tecnologias de informação e comunicação e da globalidade que caracteriza este inicio do novo milénio.

Com cerca de uma década de experiência em consultoria em turismo, integrando equipas nacionais e internacionais, no desenvolvimento de projetos hoteleiros, turístico, culturais e de lazer, fiz parte das equipas de trabalho responsáveis, entre outros pela identificação e business plan com a THR dos 10 produtos turísticos estratégicos do PENT para o Turismo do Portugal. Fui co-founder da Unusual Travel Advisors e coopero com a Consultal, actual Placemakers enquanto associate para o desenvolvimento de projectos de interesse turístico cultural e visitor attractions, tendo mais recentemente estado  envolvida no desenvolvimento de uma vila jardim na região centro, num projecto de Regeneração Urbana e de um Story Center para a região norte e no projecto de requalificação e expansão dos Portugal dos Pequenitos para a Fundação Bissaya Barreto.

A formação em Marketing e Publicidade e Desenvolvimento e Implementação de Produtos Turístico, aliada à experiência adquirida, paixão pelo desenvolvimento sustentável, entendimento das necessidades do turista do Séc. XXI e capacidade de idealizar conceitos e experiências únicos e memoráveis orientados para mercados com necessidades muito concretas, resulta num envolvimento criativo equilibrado e pragmático na formulação de soluções e conceitos out-of-the box para destinos e recursos turístico culturais.

Com pouco mais que 40 anos orgulho-me de viver fazendo o que mais gosta e das viagens que fiz por um mundo verdadeiramente vasto, ou “basto” dependendo de quem lê, sentido, entre outros, no ambiente vivido nos cafés arte nova e arte deco de Praga, na magia do Bósforo em Istambul ou de Gaudi em Barcelona, nos cajus acabados de tostar em pleno Parque Natural do Maranhão, na natureza que esculpiu a Capadócia, nos mojitos e na lagosta saboreada nos paladares de Havana, na surpresa do silêncio sentido no central parque em Nova Iorque, no espetáculo de montras dos Champs-Élysées em Paris, no corpo fustigado na Ilha do Sal pela tempestade de areia que contribui para o equilíbrio da biodiversidade na floresta Amazónica, na comida japonesa ao estilo street food devorada no bairro da liberdade em São Paulo, na dimensão claustrofóbica do Túnel de Mont Blanc, na leitura das gravuras do Côa, na magia intemporal do Portugal dos Pequenitos e das 4 estações na Suiça, no sabor dos oregãos, espargos, açordas e caldeiradas do Alentejo a Sagres, nas longas caminhadas pelo areal de perder de vista da Praia da Fonte da Telha, nos refrescantes mergulhos da Arrábida à Arrifana, na energia da luz de Lisboa, na paz do Ginjal em Cacilhas e no pôr do sol à beira Tejo e na aldeia de Barreiro em pleno Parque Natural do Alvão!

Neste #MUNDOBASTO partilho testemunhos, visões e inspirações sobre a minha as terras de Basto (Mondim, Celorico, Cabeceiras e Ribeira de Pena) e por um mundo ainda mais vasto donde destaco a casa junto ao Tejo.